Mulheres gozam por mais tempo, homens chegam lá mais rápido. Quem vence?

Não dá para “medir” o prazer dando uma nota de 0 a 10, por exemplo. Mas, teoricamente, algumas características sexuais femininas levam a crer que as mulheres têm potencial para orgasmos mais intensos.

Vajam os tópicos:

RAPIDEZ

Ponto para os homens. Para gozar, mulheres precisam ser mais estimuladas do que os homens. Depois de uns 10 minutinhos de preliminares, uma mulher ainda precisa de 8 a 20 minutos de penetração para chegar lá. Mas os homens dificilmente seguram o gozo por tanto tempo. Cerca de um terço dos caras ejaculam em menos de 1 minuto.

NÚMERO DE ORGASMOS

Ponto para as mulheres. Depois de ejacular, os homens precisam de um tempinho de descanso para se preparar para um novo gozo. Mulheres não precisam desse intervalo, o que permite que algumas (10% a 15%) tenham até nove orgasmos na mesma transa! É o chamado orgasmo múltiplo, que o homem só atinge se segurar a ejaculação por muitos minutos.

DURAÇÃO

Ponto para as mulheres. Os homens costumam ejacular assim que chegam ao orgasmo – é quase impossível segurar. Isso faz com que seus orgasmos sejam menos duradouros. Como as mulheres não ejaculam (pelo menos a maioria delas), as contrações musculares típicas do orgasmo duram de 5 a 10 segundos a mais do que nos homens.

ZONAS ERÓGENAS

Ponto para as mulheres. Embora os dois sexos tenham diversas zonas de excitação espalhadas pelo corpo, a estimulação masculina geralmente fica restrita ao pênis. As mulheres, por outro lado, costumam receber carícias mais variadas: nos seios, no pescoço e no bumbum, por exemplo.

PRAZER NOTURNO

Ponto para os homens. Embora qualquer pessoa possa ter orgasmos enquanto dorme, isso acontece apenas com 70% das mulheres, segundo um estudo do sexólogo americano Alfred Kinsey. Já entre os homens, isso é praticamente obrigatório. Todo garoto já acordou melado no meio da noite depois de um sonho sacana.

Fonte: super.abril.com.br

Tags , , , , , , , ,